Após mais de três anos da realização do I Congresso (CONJPT), marcado como um dos grandes momentos da história do Partido dos Trabalhadores, a juventude petista se organiza novamente para mais um processo de balanço do que foi construído, sobre a nova experiência de organização da JPT e para discussões e formulações programáticas.

A partir dos desafios enfrentados nessa primeira gestão, fica evidente que os avanços da nossa organização juvenil no partido dependerão cada vez mais da compreensão que o conjunto do PT fizer sobre a dimensão estratégica da juventude para o nosso projeto de desenvolvimento. Para nós, jovens militantes da tese Avante, significa também contribuirmos para a generosa tarefa de construir um partido socialista, militante e dirigente, capaz de conduzir o processo de Revolução Democrática no país, em solidariedade com os povos sulamericanos.

Nesse sentido, apresentamos a nossa contribuição ao debate partidário desse II CONJPT tentando exatamente posicionar a JPT para um diálogo amplo com os/as jovens brasileiros, no sentido de canalizar o potencial transformador das agendas juvenis para o Brasil. Desse modo, organizamos a nossa tese a partir de três eixos fundamentais: o entendimento da conjuntura mundial e brasileira e as lutas juvenis; a juventude como sujeito ativo da Revolução Democrática; e a organização da JPT.

Dentre nossas propostas encontra-se a defesa da paridade de gênero (50% de mulheres e 50% de homens) nas direções da JPT, em todos os níveis municipal, estadual e nacional, garantindo a real inserção das mulheres nos espaços de decisão da juventude petista e o respeito à proporcionalidade étnico-racial.

Acreditamos também que a JPT deve acompanhar toda movimentação que acumule para o avanço das nossas lutas históricas, como as lutas pela defesa do ensino público, gratuito, universal e de qualidade, a ampliação de direitos como habitação, saúde, cultura e transporte, a defesa do trabalho decente e o fim do machismo, racismo e homofobia.

Entretanto, já há algum tempo a atuação da JPT-RJ está aquém do que deveria ser a juventude do maior partido de esquerda do Brasil nesse estado tão importante. Isso não é culpa de um ou outro companheiro, companheira ou tendência. Os motivos são muitos e não cabe aqui produzir um balanço profundo. O que podemos e vamos fazer é apontar nossas contribuições.

Neste sentido, acreditamos que a JPT-RJ deve cobrar da direção estadual do Partido, que ele não somente sirva como máquina eleitoral, que também seja espaço de atuação política orgânica da sociedade civil. Para isso, o Partido deve sempre manter-se próximo dos movimentos sociais e devemos refletir ao máximo acerca da construção de um programa petista para o estado que possibilite tirar de pauta, por exemplo, a aprovação de OS e colocar no centro da agenda do governo do estado a ampliação da democracia e a garantia da participação social.

Para contribuir de fato com a realização de todo o programa e das propostas aqui explicitadas, apresentamos a candidatura à secretaria estadual da JPT do companheiro Daniel Gaspar, que é ex-diretor de relações internacionais da UNE e militante da JPT RJ. Esta candidatura representa a Tese Avante no Rio, mas também de todos e todas que acreditam na força e no poder da juventude petista e que querem ajudar a construir um papel protagonista para esta juventude em nosso estado!

O mandato do deputado estadual Robson Leite já está conosco nesta empreitada! Junte-se a nós!

Leia aqui a tese completa.

Contatos:

Daniel Gaspar dnlgaspar@hotmail.com

Tel: 21 – 98535606

Mitã Chalfun mita.chalfun@ig.com.br

Tel: 21 97589872

Clarissa Alves da Cunha clarissaalvesdacunha@gmail.com

Tel: 21 94253040

Orientações Importantes:

Todos os municípios deverão inscrever suas comissões municipais para organizar o Congresso da JPT no seu município até o dia 07/09/2011, clique aqui para ler o regimento.

Após a inscrição, ela fica disponível no ar por 72h, cabendo recurso. Após esse prazo, sem recurso, ela é validada automaticamente e já pode convocar o Congresso Municipal, o que deve ser feito com sete dias de antecedência da data pretendida.

Para inscrever sua comissão municipal, clique aqui.

Confira aqui os Congressos já marcados

Comments

comments