O teto de gastos público do governo federal por 20 anos – aprovado no Senado na terça-feira (13) como PEC 55 e promulgada ontem (15) como Emenda à Constituição 95 – trará prejuízos graves para a educação pública, que incluem de falta de materiais básicos nas escolas a impossibilidade de universalizar matrículas na educação infantil e no ensino médio, dois principais gargalos da educação pública brasileira, segundo especialistas e instituições que militam na área. Para eles e emenda significa a inviabilidade do Plano Nacional de Educação e o desmonte dos serviços públicos.

Isso acaretará num prejuízo enorme para uma geração. Um exemplo disso é que a partir de 2024, O Brasil vai passar a ser um país de adultos, com uma geração que não teve acesso à educação de qualidade. Nossa função na economia mundial será extremamente precarizada.

É triste, mas a realidade que se aproxima não é nada boa. Toda uma geração estará comprometida.

Acompanhe nossa luta curtindo a nossa página.

E vamos juntos construir um novo amanhã na política

Comments

comments