O ano de 2016 foi difícil para todos nós. Mas ele serviu para mostrar que a nossa utopia e a nossa esperança são imortais, mesmo com todas as imensas dificuldades impostas com os retrocessos e as retiradas de direitos sociais.

A esperança que me refiro vem do verbo “esperançar” e não do verbo esperar de quem fica parado apenas esperando. A esperança de quem sonha, faz, coloca-se à serviço, acredita e luta. De quem tem fé na vida. De quem quer colocar um tijolinho na caminhada da realização dessa linda utopia de justiça e paz. E de superação dessas imensas dificuldades. Somos nós que a construímos. E quando a fazemos coletivamente e na luta, a sua realização é ainda mais bonita, pois será a realização da utopia de um outro mundo possível. Um mundo composto por pessoas entusiastas em fazer da generosidade e da coletivização dos sonhos o cimento e a água da construção de uma sociedade justa, fraterna, servidora, solidária e de luta. São as nossas atitudes, fruto das nossas escolhas, e não das escolhas da grande mídia, que constroem o que está ao nosso redor. Não permitir ser manipulado por essa mídia é uma escolha. Aliás, fundamental para a nossa caminhada.

Um grande 2017 repleto de justiça, amor, generosidade e disposição de lutar para tod@s nós.

Robson Leite

Comments

comments