Pesquisa realizada pelo Instituto Sangari, em parceria com o Ministério da Justiça, revela o triste panorama da violência que afeta os jovens no Brasil.

Se na década de 1980, cerca de metade das mortes de jovens entre 15 e 24 anos era causada por “causas externas”, como acidentes de trânsito e homicídios, esse índice subiu para 73% em 2008.

A pesquisa mostrou também que alguns fatos identificados em análises anteriores não se alteraram: quase a totalidade das vítimas de homicídios é do sexo masculino. E nesses casos, o número de vítimas negras é maior do que o dobro de vítimas brancas.

A iniciativa do governo federal foi possibilitada por verbas do Pronasci, e servirá de base para a formulação de políticas públicas de segurança e cidadania para jovens nos diversos estados.

Vale lembrar: este ano teremos a 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude, e suas respectivas etapas estaduais e municipais. A organização da sociedade civil, especialmente da própria juventude, é fundamental para que o tema da violência seja pautado, e para que políticas públicas eficazes para a área sejam desenvolvidas e implementadas pelo Estado.

Comments

comments