Enquanto governos do primeiro mundo avançam na adoção da política do software livre, o governo do Estado do Rio de Janeiro continua amarrado ao atraso e ao desperdício de recursos.

Desde 2012, a Alerj aprovou a Lei nº 5978/11, de minha autoria, determinando o uso do software público, mas até hoje o governo do PMDB não regulamentou a matéria. Não se conhece as razões, mas é no mínimo incompetência e representa gasto desnecessário de dinheiro do contribuinte.

Além de transferir menos recursos para o exterior devido ao pagamento de licenças, o software livre possui grande potencial de geração empregos e novas oportunidades de desenvolvimento de tecnologia no país.

Vamos juntos lutar por mais essa regulamentação!

Comments

comments