Ontem (12/07), uma manifestação dos professores do estado, que estão em greve desde 7 de junho, partiu da Alerj em direção ao prédio da Secretaria Estadual de Educação. Lá, depois da ocupação do prédio por manifestantes – dispersada com ação da PM após conflito – , o Deputado Robson Leite participou de reunião com representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), o secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia, e o secretário de Estado de Planejamento, Sérgio Ruy.

O Sepe exige reajuste salarial de 26%, incorporação imediata da gratificação do Nova Escola e descongelamento do Plano de Carreira dos Funcionários Administrativos. Na reunião, a Secretaria de Educação reafirmou sua postura de conceder aumento salarial, mas ainda não foi definido um acordo entre as partes. Em nota divulgada na última quinta-feira, a Secretaria de Educação havia afirmado que em 2011 mais de R$ 1,2 bilhão serão investidos no setor. Segundo a nota, a verba seria distribuída por diversos segmentos, entre eles a melhoria salarial dos professores e servidores, passando pela concessão do auxílio-transporte, pagamento de processos pendentes há mais de uma década, qualificação e formação para os docentes e obras em unidades escolares.

Robson Leite, durante e após a reunião, expressou seu compromisso com a construção de uma rápida solução para a crise dos professores, que seja capaz de promover uma real melhora da condição de trabalho dos profissionais e da qualidade da educação pública estadual: “Participo e apoio as reivindicações dos professores, sempre trabalhando no sentido de promover um solução concreta e viável, que possa ser implementada pela Secretaria de Estado”.

Uma nova reunião com o governo do estado já foi agendada e, até lá, a greve liderada pelo Sepe foi mantida.

Comments

comments