Theatro_EntradaO Theatro Municipal do Rio de Janeiro reabriu na última quinta-feira, 27 de maio, com apresentações de Ana Botafogo, primeira-bailarina da casa, do pianista Nelson Freire, da Orquestra Sinfônica e do Coro do Theatro, sob a regência dos maestros Roberto Minczuk e Silvio Viegas. A grande noite contou com a presença do presidente Lula, do ministro da Cultura, Juca Ferreira, do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes.

Inaugurado pelo presidente Nilo Peçanha em julho de 1909, o Theatro Municipal do Rio já havia passado por duas reformas de ampliação, em 1934 e 1975, e ganhado um edifício anexo para ensaios em 1996. A nova reforma, no entanto, foi a maior já realizada, contando com quase mil profissionais ao longo de dois anos e meio – entre os quais 350 restauradores. A reinauguração fez parte das comemorações do centenário do Theatro, um dos mais tradicionais do país e a única instituição cultural brasileira a manter coro, orquestra sinfônica e companhia de balé em plena atividade.

Theatro_InteriorDurante a restauração, algumas peças foram descobertas, como uma pintura decorativa de Henrique Bernardelli e uma do brasileiro Eliseu Visconti, que ficou escondida por mais de 80 anos, além de uma partitura, com as primeiras notas do Hino Nacional Brasileiro em uma tonalidade que não é mais usada.

O presidente Lula destacou que a obra é um dos passos para a recuperação do Rio de Janeiro, que além de “ter perdido o privilégio de ser a capital do Brasil, sofreu um processo de degradação e de desrespeito ao longo da história”, marcado pela irresponsabilidade de muitos governantes.

– Todo o brasileiro é um pouco carioca. Vocês restauraram não apenas um teatro, mas um patrimônio cultural sem preço. O preço disso é o orgulho. – disse Lula.

Confira a programação completa do Theatro para 2010 aqui.

Comments

comments